segunda-feira, 16 de setembro de 2013

EXISTE LUGAR PARA REI NO INFERNO?

 


A declaração de alguns sobre a possível condenação eterna do grande rei Salomão se deve ao aparente silencio da bíblia quando narra sua obscura morte. Não pretendemos espremer das paginas das escrituras a salvação de nosso herói, antes, tentaremos expor de maneira muito resumida, porém clara e fiel a posição quase que unânime de todos os grandes estudiosos da história cristã.

Primeiramente contra sua salvaçãotemos as seguintes declarações:

“Pelo que o Senhor se indignou contra Salomão, porquanto desviara o coração do Senhor, Deus de Israel, o qual duas vezes lhe aparecera”. (I Rs 11.9.)

“E tinha setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração”. (I Rs 11:3)

“Então edificou Salomão um alto a Quemós, a abominação dos moabitas, sobre o monte que está diante de Jerusalém, e a Moloque, a abominação dos filhos de Amom.
E assim fez para com todas as suas mulheres estrangeiras; as quais queimavam incenso e sacrificavam a seus deuses.” (I Rs 11:7-8)

Mas a declaração de condenação que é primaz entre os que defendem sua condenação eterna sem duvida é:

“E tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai, e serve-o com coração perfeito e espírito voluntário; porque o Senhor esquadrinha todos os corações, e penetra todos os desígnios e pensamentos. Se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, REJEITAR-TE-Á PARA SEMPRE.” (1Cr.28:9)

1.       SALOMÃO FOI REGEITADO PARA SEMPRE?

Sabemos o quanto Salomão se tornou idolatra e rejeitou os preceitos das leis de Deus, então num silogismo frustrado e pretensioso concluem que nas palavras finais REJEITAR-TE-Á PARA SEMPRE”, Deus estaria rejeitando-o para sempre.

Quero defender que quando Deus “rejeita” algo ou alguém, isto pode ter outra denotação. Se não vejamos outros claros exemplos na bíblia em que encontramosdiferentes verbos correlatos com o substantivo feminino “rejeição”:

a)      ASAFE - Salmista e servo de Deus, pergunta ao Senhor: “Ó Deus, por que NOS REJEITASTE PARA SEMPRE?” (Sl.74:1).

b)      HEMÃ - Ezraíta, outro salmista e servo de Deus, também indaga: “Senhor, por que ME REJEITAS? Por que escondes de mim a tua face?” (Sl88:14).

c)       REI DAVI–Davi também foi rejeitado por Deus! Disse o Senhor a Davi: “Achei Davi, meu servo; com o santo óleo o ungi.” (Sl89:20), pelo que lhe replicou Davi: “Mas tu o repudiaste e REJEITASTE, tu estás indignado contra o teu ungido.” (Sl 89:38). Depois ele pergunta ao Senhor: “Porventura não NOS REJEITASTE, ó Deus? Não sais, ó Deus, com os nossos exércitos.” (Sl108:11)

Teríamos a mesma avidez em condenar juntamente com Salomão todos estes além dos que não foram citados? Vejamos outros exemplos:

d)      ISRAEL – As escrituras revelam o intento de Deus em rejeitar seu povo:“O meu Deus os REJEITARÁ, porque não o ouviram, e errantes andarão entre as nações.”(Os.9:17), Os ideais de Deus em rejeitar seu povo foram consumados: “Por isso o Senhor REJEITOU a toda a descendência de Israel, e os oprimiu, e os deu nas mãos dos despojadores, até que os expulsou da sua presença.” (II Rs 17:20); Porém, essa rejeição foi efêmera, porquanto a COMPAIXÃO de Deus é maior que sua rejeição, e Ele o fez voltar ao estado anterior à rejeição: “Fortalecerei a casa de Judá, e salvarei a casa de José; fá-los-ei voltar, porque ME COMPADEÇO deles; E SERÃO COMO SE EU NÃO OS TIVERA REJEITADO; porque eu sou o Senhor seu Deus, e os ouvirei.” (Zc.10:6)

e)      JERUSALÉM – Igualmente as outras passagens, Deus intenta contra Jerusalém: “E disse o Senhor: Também a Judá hei de remover de diante da minha face, como removi a Israel, E REJEITAREI ESTA CIDADE DE JERUSALÉM que elegi como também a casa da qual eu disse: Estará ali meu Nome.” (2Rs.23:27). Posteriormente Jesus confronta o sentido de “rejeição eterna” da forma que o conhecemos: “Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; NEM POR JERUSALÉM, PORQUE É A CIDADE DO GRANDE REI.” (Mt.5:34,35)




2.       SALOMÃO ERA PECADOR

A verdade é que vemos pecados gravíssimos no desenvolver da vida de nosso herói. Temos assustadoras surpresas quando vemos o mais sábio homem do mundo se envolvendo com idolatria a deuses estranhos, lascívia, pecados de toda sorte. A Palavra de Deus diz: “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, OS IDÓLATRAS, e todo o que ama e pratica a mentira.” (Ap22:15). A pergunta natural sobrepujante é se Salomão experimentou o arrependimento verdadeiro ou não. Viveu-se uma vida dissoluta até o fim ou se teve oportunidade de transformação interna de seu caráter pouco antes da morte. Temos pistas nas escrituras que podem nos revelar. Em suas próprias palavras:“Porque sete vezes cai o justo, e se levanta.” (Pv.24:16); Ainda escreve parecendo responder ao leitor que se indaga nessa oportunidade: “Eu sei que tudo quanto Deus faz DURARÁ ETERNAMENTE; nada se lhe pode acrescentar, e nada se lhe pode tirar.”, ele afirma crer que a Salvação é obra tão somente de Deus; portanto, crê intimamente na sua eternidade; assim, ele professa a certeza absoluta de sua salvação eterna.

3.       SALOMÃO NÃO É LISTADO ENTRE OS HERÓIS DA FÉ (HB 11)

Este argumento me parece o mais frágil de todos e devemos ter cuidado para não destroná-lo ainda no enunciado. Não mencionaria esta colocação não fosse sua relevância entre os que “condenam” Salomão pela sua ausência na “Galeria dos Heróis da Fé” (Hb 11).  Perguntamos-nos então numa maior abrangência do assunto.Será se os demais que estão ausentes desta lista também não foram salvos? Será se nós, pequenos no reino (se é que o exista), também não necessitamos de voltar ao tempo ou orar e pedir que o escritor de hebreus não nos inclua na “sagrada lista” que ganhou agora status de “livro da vida”? Vemos que Deus não faz acepção de pessoas e justifica pela fé somente tanto Abraão quanto a meretriz Raabe (Tg 2:21-26). Entendemos que nossos obras dão testemunho do nosso coração, mas não são meritórias a salvação apenas as são para nossa própria condenação. Portanto, como todos demais livros bíblicos, o autor de hebreus tem um motivo para a inclusão de cada personagem em seu estudo, criar um raciocínio lógico, não “demarcar” os que foram salvos e os que não foram.

4.       SALOMÃO FOI SALVO?

a)      O Senhor amou a Salomão (2Sm.12:24);

b)      Salomão, igualmente, amava ao Senhor e andava nos estatutos de Davi (I Rs3:3);

c)       O Senhor lhe apareceu em sonhos (I Rs 3:5);

d)      Ele era servo de Deus (I Rs3:7-9);

e)      O Senhor lhe prometeu um coração sábio (I Rs 3:12);

f)       O fez alcançar a promessa (I Rs5:12);

g)      Havia nele a Sabedoria de Deus (I Rs3:28);

h)      Ele foi rei sobre todo o Israel (I Rs4:1);

i)        Ele dominava sobre todos os reinos (I Rs 4:21,24);

j)        O Senhor lhe deu descanso de todos os lados (iIRs 5:4);

k)      Não por acaso o seu nome é Salomão (Shalom, que significa Paz);

l)        Ele edificou a Casa do Senhor (I Rs 6:2,14,38);

m)    O Senhor se agradou da Casa que Salomão fizera ao seu Nome, pois uma nuvem (a Glória do Senhor) encheu a Casa (I Rs8:10-11);

n)      Ele orou a Deus (I Rs 8:22-53), e nessa oração ele reconhece que Deus guarda o pacto e a benevolência (I Rs 8:23);

o)      O Senhor ouviu a sua oração (I Rs9:3);

p)      Ele desejou que todos os povos da terra saibam que o Senhor é Deus (I Rs8:60);

q)      Ele ofereceu sacrifícios ao Senhor (I Rs 8:62-64);

r)       Por causa dele a rainha de Sabá bendisse ao Senhor Deus, dizendo que Ele se agradou de Salomão (I Rs10:9);

s)       Ele foi colocado no trono de Israel e estabelecido rei pelo Senhor Deus (I Rs 10:9);

t)       E, finalmente, quando ele morreu, não foi sepultado em Samaria, junto aos reis de Israel, mas, assim como seu pai, ele foi sepultado na cidade de Davi, onde eram sepultados os retos reis de Judá (I Rs11:43).

5.       O QUE JESUS PRONUNCIA SOBRE SALOMÃO?

O Senhor Jesus Cristo, ao falar sobre Salomão, omite-lhe censuras; menciona somente a sua glória. Por que alguns fazem exatamente o contrário?

“E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.” (Mt 6:29)

6.       O AMOR DE SALOMÃO

Nosso Senhor diz que a rainha Sabá (rainha do sul), exercerá papel de suma importância no Juízo Final, quando se levantará com os incrédulos, e os condenará. 

“A rainha do sul se levantará no dia do juízo com esta geração, e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis que está aqui quem é maior do que Salomão.” (Mt 12:42)

Maior em todas as coisas, sobretudo no amor. Ora, se o amor de Salomão, isto é, se o amor do homem em forma de dom, ainda que pequeno, jamais se acaba, quanto mais o imensurável amor de Jesus, que é eterno e infinitamente maior?

7.       A PROMESSA PARA SALOMÃO

Existe na bíblia uma promessa que envolve diretamente a nossa exponencial figura:

“Quando teus dias forem completos, e vieres a dormir com teus pais, então farei levantar depois de ti um dentre a tua descendência, o qual sairá das tuas entranhas, e estabelecerei o seu reino. Este edificará uma casa ao meu nome, e confirmarei o trono do seu reino para sempre.Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho; e, se vier a transgredir, castigá-lo-ei com vara de homens, e com açoites de filhos de homens. Mas a minha benignidade não se apartará dele; como a tirei de Saul, a quem tirei de diante de ti.” (2 Sm 7:12-15)

Para muitos estudiosos da Bíblia esse texto está se referindo ao reino. Deus aqui não está falando apenas que retiraria o seu amor para sempre do reino mas também da pessoa de Salomão. Na verdade o que esta por trás destas colocações contrárias a sua salvação é que a graça de Deus é simplesmente constrangedora. Como pode alguém como Salomão ser salvo? Como pode o ladrão na cruz ser salvo? Como eu posso ser salvo, apesar de minhas transgressões? Mas a pergunta não fica apenas por aqui, veja que a bíblia como palavra inspirada, faz questão de não “aliviar” para ninguém. Leia com atenção a história de qualquer herói bíblico e verás que não existe esse que tem a vida impar ou que seja exemplo de retidão, a não ser nosso Senhor Jesus. Por isso ao falar da situação do pecado humano é que o apostolo Paulo relembra que: “não há um justo. Nenhum sequer” (Rm 3:10). As profecias e passagens que demonstram exortativamente contra o homem e em nosso caso, contra Salomão, funcionam como a lei, que não tem propósito salvador, antes, condenador.

Qual o propósito da lei?

“Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus.” (Rm 3:19)

Por ser justo, cumpridor da lei, ninguém será salvo! Nem Salomão, Davi, eu, você e nem ninguém. Pela graça sois salvos mediante a fé. E se é pela graça, não é pelas obras. Do contrario, a graça já não é graça!!!


PEDRO FERNANDES